Le rouge / Le bleu

pr_00711_lg1.jpg

Às vezes mais do que um bom time, é a inteligência que faz a diferença em uma partida. O Inter hoje construiu a goleada sobre o Emelec não em cima do talento – o gol do Pato veio quando o jogo já estava ganho -, mas sim da inteligência. Os equatorianos tinham uma deficiência, que era a linha do impedimento? Então não afoba, faz essa jogada com calma que o resultado vem ao natural. E veio.

****

Calma foi justamente o que faltou para o Grêmio contra o Cúcuta. Os colombianos eram melhores do que a maioria pensava? Sim. Tocavam bem a bola? Sim? Marcavam bem? Sim. Mas também ficava claro que eles teriam erros no jogo e que era preciso atenção para saber aproveitar uma dessas falhas. Mas não, o Grêmio afobou, se irritou com os passes do adversário e quis definir sempre no lance da vez. A Libertadores não é o Gauchão que com 15 minutos se está goleando por 4 a 0. Mas 1 a 0 daria 3 pontos igual. Faltou cancha e sobrou ansiedade numa noite de pouca inspiração de Tcheco, Mano e, principalmente, Lucas.

Ah, colocar a culpa do empate na falta de luz não, né? Ninguém é bobo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: