Top 10 2008 – # 4, 3, 2 e 1

Melhor álbum

#1

red1Red – Guillemots

Sim, deve ser o único Top 10 no mundo em que Guillemots aparece como melhor álbum de 2008. Paciência. Ouvi a primeira vez ainda na primeira metade do ano. Se ouvir hoje, a sensação é a mesma, da primeira à última, todas as faixas boas, todas.
Vai direto em: Falling Out of Reach, Cockateels e Standing on the Last Star

#2

tings

We Started Nothing – The Ting Tings

Não é o álbum do ano por detalhe. No caso, o detalhe é o álbum vencedor. Mas esse primeiro disco do duo inglês não tem sequer uma música que não seja boa. Pop para festa da melhor qualidade.
Vai direto em: Great DJ, That´s Not my Name e Shut Up and Let me Go.

#3

kings

Only by the Night – Kings of Leon

Os irmãos Followill ficaram “comerciais”. Foda-se. O quarto álbum dos caras do Tennessee é bom demais e o vocal do nosso amigo Caleb chama a atenção porque parece que o cara vai morrer em cada uma das músicas.
Vai direto em: Sex on Fire, Manhattan e Use Somebody

#4

lack-kidsPartie Traumatic – Black Kids

O The Cure lançou álbum esse ano. Mas o melhor álbum Cure do ano é do Black Kids.
Vai direto em: I´m Not Gonna Teach Your Boyfriend How to Dance with You, I´m Making Eyes at You e Love me Already.

***

# Melhor música

1. American Boy – Estelle feat. Kanye West
Tava fácil esse ano, não? Quando tu escuta uma música desde setembro e em todas, eu disse, todas as vezes continua achando ela sensacional, isso faz dela a melhor música do ano.

Take me on a trip
I’d like to go some day
Take me to New York
I’d love to see LA
I really want
To come kick it with you
You’ll be my american boy

2. After Hours – We Are Scientists

É simplesmente a música mais empolgante do ano e a melhor canção “amigos em festa” lançada em 2008.


This night is winding down but
Time means nothing,
As always at this hour
Time means nothing,
One final final round cos
Time means nothing,
Say that you’ll stay
Say that you’ll stay
Say that you’ll stay.

3. Love is Noise – The Verve

E não é que o Verve voltou bom para caramba? Claro, seria impossível fazer outra Bitterwseet Symphony, mas Love is Noise é boa demais. Começa bem com aquele coro de “uh uh uh uh”, passa pelo vocal arrastado do nosso amigo Richard Ashcroft e chega no refrão afudê. Momento máscara? Sorry, tocou no meu aniversário, em Londres. Pois é, né…


Cause love is noise and love is pain
Love is these blues that I’m singing again
Love is noise and love is pain
Love is these blues that I’m singing again, again, again

4. I´m Not Gonna Teach Your Boyfriend How to Dance with You – Black Kids

Já é, disparado, o melhor título de música do ano. Mas além disso também é boa demais tanto pela porraloquice ciumenta de adolescente como pelo ritmo.

One!
You’re biting my tongue.
Two!
I’m kissin’ on you.
Three!
Is he better than me?
One! Two! Three! Four!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: