O Poncherello de Lima

Demorei, mas não tô nem com febre amarela, nem com a gripe aviária dos porcos. Só a barriga meio assim, mas isso é meio que redundância lembrar…

***

Assim, eu mais ou menos já previa isso. Com o lance do Twitter agora, acabo sempre deixando para depois as atualizações por aqui (ah, ainda tem o blog de cinema). E sempre que eu deixo para depois, fica para mais depois, um pouco mais e aí já viu.

***

Para compensar a demora, hoje nós temos…

Scarlettinha!!!!!!!!! Agora oficialmente dona dos melhores seios de Hollywood.

sj

***

Para compensar II, também temos a música nova do Gossip, da nossa “musa” Beth Ditto. Heavy Cross é mais popinha e pra variar começa com um “uhhhh” da nossa gordinha-feia-e-sapa preferida.

***

Só eu acho que esse técnico do San Martin, el señor Victor Rivera, parece o Patrulheiro Poncherello, do Chips?

victor

Rivera

chips

Poncherello

***

Não tô com muito saco de comentar os times hoje. Ia até fazer um post sobre essa questão de oba-oba pros dois lados, mas… deixei pra depois. Agora retomando, na outra semana me passaram uma ligação. Era uma torcedora. E sorry, torcedores, mas sempre que eles ligam pro jornal é encheção de saco. Ninguém liga pra falar bem. Das duas uma, ou é pra te chamar de colorado/gremista ou pra tirar dúvidas tipo “tô numa aposta aqui, quem é que fez o primeiro gol naquele Grenal de 1986?”. Pois então, aquele dia a véia ligou pra reclamar que só tinha Inter no jornal e que ela ia cancelar a assinatura. Mesmo que tivesse uma matéria bem grande de Grêmio, com o Souza afirmando que o oba-oba do Inter é muito marketing. Mas a inteligente senhora afirma que aquilo não era matéria do Grêmio, era do Inter porque ele falava no Inter. Duvido que ela tirasse boas notas em interpretação de texto no colégio. Mas enfim. Uns dois dias depois, recebo mail de um colorado dizendo que vai cancelar a assinatura do jornal porque estávamos gremistas demais. Isso porque eu tinha feito uma matéria sobre as ações do marketing do Grêmio para recuperar o espaço. É outro torcedor que não deve tirar boas notas em interpretação.
Perdi a esperança de que torcedores pensem racionalmente mesmo fora do estádio. Colorado quer um jornal falando SEMPRE bem do Inter e mal do Grêmio e gremista que SEMPRE que a gente diga que o Grêmio é o maior do mundo e o Inter uma naba. E não é assim. Se rola exagero em situações de vitória e derrota? Olha, é bem possível que sim, até porque são muitos veículos e dizer que todo mundo age da mesma forma é bobagem. Só que tem uma coisa tão óbvia… se existem exageros, eles rolam pros dois lados. O que me incomoda um pouco é quando os torcedores (e vá lá, alguma parte da imprensa também) começa a querer igualar SEMPRE as situações, mesmo quando elas são desiguais. Tanto Inter quando Grêmio fizeram boas campanhas nesse começo do ano muito em parte por causa dos adversários. Fora os Gre-Nais, ninguém pegou um time bom pela frente. Então essa história de que o Inter é uma máquina e tem tudo para ser campeão Brasileirão é bobagem. Da mesma forma que essa badalação em torno da melhor campanha do Grêmio na Libertadores também é. União Rondonópolis, Guarani, Aurora e Boyacá Chicó são todos muito ruins. A única diferença nisso tudo nessa badalação é que ao menos o Inter ganhou alguma coisa: o Gauchão. Não é muito, ok, mas é título e a vitória veio com goleada. Tentar comparar isso com uma boa campanha em frase preliminar é forçar a barra só para ficar com uma imagem forçada de imparcialidade. Quem é imparcial, não precisa forçar a barra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: