Paciência (ou não)

cano

14h20min.
Tô no quarto, quando toca a campainha. Vou na sacada, olho pra baixo e tem uma senhora com aqueles cabelos amarelo-beira-de-estrada. O que dá início ao seguinte diálogo.
– Pronto?
– É aqui que vende cano hidráulico?
– Não.
– Não é aqui?
– Não, talvez seja ali na última (aponto em direção à casa ao lado da escadaria).
– Como assim, a última?
– A última antes da escadaria, talvez seja ali.
– Mas é ali?
(respiro)
– Não sei, eu sei que aqui não é.
– Mas então por que tu tá dizendo que é ali?
(respiro de novo)
– Não disse que é ali, disse que aqui não é, talvez seja ali.
– Tu disse que é ali.
(ponteirinho da paciência passa pro vermelho)
– Não sei se é ali, sei que aqui não é.
– Então não fala, não inventa.
(volto pro quarto e deixo ela falando sozinha)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: